07 passos simples para evitar gastos desnecessários na reforma de sua casa

A palavra reforma já deixa muita gente de cabelo em pé. Isso acontece porque nos lembramos de experiências ruins que aconteceram conosco ou com amigos próximos durante esse período.

Mas a reforma não precisa ser sinônimo de pesadelo. Muito pelo contrário. Bem planejada e executada, ela certamente será responsável pela valorização de seu patrimônio e ainda por cima, irá melhorar a sua qualidade de vida e de toda a família.

Neste artigo, vamos dar algumas dicas para você, que pretende reformar seu imóvel, sente-se inseguro, principalmente em relação aos gastos.

 

1 – Planeje

Numa obra, assim como na vida, não comece nada sem um bom planejamento.

Como? Sabendo exatamente o que e em quais etapas você pretende reformar para não ficar com aquela sensação de “obra inacabada”.

Duas ferramentas imprescindíveis são Cronograma e Orçamento.

 

2 – Cronograma

Faça uma lista com todas as atividades que devem ser feitas dentro da sequência correta e controle o tempo de execução de cada uma.

Lembre-se que tudo deve ter data para início e término, pois tempo é dinheiro.

 

3 – Orçamento

Faça uma planilha com todos os gastos que serão necessários para a execução da reforma.

É muito comum, numa reforma, “estouros no orçamento” e a causa, quase sempre, é uma coisa chamada desorganização.

Para evitar aborrecimentos, estabeleça limites de gastos e, é claro, pesquise preços de materiais e serviços. E o óbvio: nunca comece uma obra ser ter recursos suficientes para conclui-la.

 

 

4 – Organize a Obra

Numa reforma bem planejada e executada por profissionais gabaritados, também é fundamental que exista organização e limpeza no canteiro de obras.

Num local bagunçado e sujo, é quase certo que haverá acidentes, desperdícios de materiais e gastos desnecessários.

Se você contratar bons profissionais, esse nível de organização virá junto.

 

5 – Cada coisa ao seu tempo

Jamais execute várias etapas da obra simultaneamente, com profissionais de diferentes áreas.

Certamente um pintor vai se recusar a continuar seu serviço se houver muita poeira no ambiente ou um assentador de piso não prosseguirá com seu trabalho se houver pingos de tinta pelo chão.

  • Sem pressa

É comum a ansiedade tomar conta de quem está reformando. Afinal, nada é mais aconchegante e desejável do que nosso lar. Mas cobrar rapidez nas reformas pode ter um efeito devastador no resultado, além de custar caro no final da obra.

  • Sem mesquinharia

Se há uma coisa na vida em que não devemos economizar é com a saúde e bem-estar de nossa família. O mesmo se aplica à casa, onde passamos boa parte de nossa vida. Por isso, numa reforma, a meta é sempre melhorar cada vez mais, utilizando materiais de primeira linha e profissionais capacitados.

Para gastar menos cote em vários lugares, negociando descontos e não comprando materiais de baixa qualidade e ou contratando profissionais sem qualificação.

 

6 – Caixa Extra

É recomendável ter uma reserva financeira para emergências, pois sempre nos esquecemos de alguns custos que surgem no decorrer das obras, como, por exemplo, o aumento dos gatos de energia e água no local da reforma. Lembre-se que isso terá um custo mensal.  

  • Alternativa Financeira – Mas se mesmo assim houver um “rombo” em suas contas, uma alternativa é recorrer aos financiamentos.

 

Muitos bancos oferecem linhas especiais para reformas ou melhorias em imóveis, inclusive com cartões para a compra de materiais de construção.

Mas como em qualquer outro serviço oferecido no mercado financeiro, antes de contratar, pesquise as taxas de juro e tenha certeza de poder honrar o compromisso!

  • Bons profissionais – Escolha criteriosamente os pedreiros, eletricistas, encanadores, pintores, etc. O próprio arquiteto pode recomendar bons profissionais.

 

Também nunca é demais consultar alguém que já contratou os serviços desses profissionais para saber se estão satisfeitos. Cuidado com o “barato que sai caro”!

  • Esteja preparado – Por mais bem planejado que você seja, por melhor assessorado que esteja e por mais cuidados que tenha, fique sempre preparado para possíveis imprevistos. É certeza que alguns imprevistos vão ocorrer.

 

Podem ser pequenos, como a quebra de uma maçaneta ou grandes, como um forno de embutir que teima em não caber no espaço planejado. Para isso é que você contratou bons profissionais, justamente para evitar que isso se transforme em grandes problemas.

 

7 – Planeje sua vida durante a reforma 

Se for possível, deixe a casa ou apartamento durante a reforma. Alugue outro imóvel até que as obras tenham sido concluídas. Você vai evitar de ter que conviver com aquela bagunça generalizada das reformas, sempre acompanhadas de excesso de ruído e muita poeira.

Agora que você já sabe o que fazer para evitar gastos desnecessários na reforma de sua casa mãos à obra e boa sorte.

Baixe nosso E-book Planejando Sua Obra